Êxtase (MDMA)

Não é uma droga nova como pensam muitos. É um derivado sintético da anfetamina e, portanto, um psicoestimulante como a cocaína e as anfetaminas. Esta metanfetamina foi patenteada na Alemanha em 1914 e nos anos 80 passou a ser usada como droga de abuso.

ecstasy_pill_collage2

 Até 1985 não era uma substância controlada. É consumido por via oral em comprimidos contendo de 50 a 150 mg do produto. O que se vende nas ruas, porém, pode conter, além da MDMA, uma série de outras substâncias (cafeína, paracetamol, quetamina, LSD e outras substâncias não-identificadas).

Portanto, o risco adicional de efeitos indesejáveis é muito grande, já que não há qualquer controle sobre o que está sendo comercializado. Em doses muito elevadas (acima de 300 mg) o MDMA pode provocar alucinações o que teria levado a Sociedade Americana de Psiquiatria a classifica-lo como droga alucinógena.

Add a Comment